Conheça a Vizzio Broadvise
Logo da Vizzio
Pessoas de máscara no escritório

Como as empresas estão se preparando para a volta ao escritório

No início do ano de 2020, praticamente todas as empresas tiveram que se adaptar rapidamente para colocar grande parte de seus funcionários em home office por conta da pandemia do coronavírus.

Hoje, graças ao avanço da vacinação no Brasil, finalmente as empresas estão começando a planejar uma volta segura aos escritórios. 

O home office vai acabar?

Embora a realidade atual já pareça cristalizada, sabemos que, ao final desta pandemia, o público vai voltar a se reunir e as dinâmicas presenciais retornarão ao seu curso gradativamente. 

Segundo uma pesquisa realizada em março deste ano pela Fundação Dom Cabral (FDC) em parceria com a EM Lyon Business School e a consultoria Grant Thornton, os brasileiros consideram o modelo de trabalho híbrido a melhor solução. 

A percepção geral é de que a produtividade no home office aumentou. De acordo com o estudo, 58% dos entrevistados acreditam que estão mais produtivos em casa e enxergam o trabalho remoto como uma vantagem. 

Diversas razões explicam o desejo dos profissionais em continuar em casa, entre elas estão o maior convívio familiar e o ganho de tempo no deslocamento, principalmente quando se trata de grandes cidades, onde o trânsito costuma consumir horas do dia. 

Ainda assim, é necessário ressaltar que, como apontou a pesquisa da FDC, as preocupações com a carga de trabalho, a deterioração das relações pessoais e a perda do convívio possuem grande relevância quando se trata de manter o home office. 

A volta ao escritório

Considerando o avanço da vacinação, é preciso ponderar que a dinâmica presencial está prestes a voltar muito em breve. 

Entretanto, uma pesquisa realizada em abril de 2021 pela Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional, apontou que 70% dos profissionais dizem que trabalhar remotamente é o novo normal e que retornar à rotina do escritório será “difícil” e “estranho”.

No que tange às empresas em geral, é essencial observar que a pausa permitiu analisar o fluxo das demandas, dentro e fora de um espaço físico.

A experimentação, essencialmente, oferece panorama palpável para novas estruturações, visto que o estudo destes comparativos é de grande valia para traçar estratégias referentes ao retorno das atividades in loco. 

Novos modelos

Mesmo sob novos termos, é preciso definir o caminho para o retorno ao convívio coletivo. Muitas empresas têm feito pesquisas para identificar a preferência dos funcionários. Isso ajuda a decidir até mesmo se é necessário trocar o imóvel ou que tipo de obra precisará ser feita no local.

Atualmente, com a adoção do modelo de trabalho híbrido, o agendamento de mesas, redução de escritórios e a ampliação de áreas de integração com a proposta de transformar a sede da empresa em um ponto de encontro, reuniões e eventos são as soluções mais adotadas no cenário corporativo, considerando um menor fluxo de pessoas no escritório. 

É fundamental repensar estes espaços com foco no desempenho, dinamizando neste, a experiência do funcionário, até a forma como essas tarefas são elencadas.

Além disso, é importante garantir um retorno ao escritório seguro e estruturado e, isso só pode ser feito por meio de um serviço de inteligência e com uma consultoria especializada. 

Consulte-nos para saber como podemos te apoiar na volta ao escritório de forma segura!

Continue acompanhando os conteúdos em nosso blog.